Invista em experiências e seja bem vindo a felicidade

|oi segunda-feira, 22 de junho de 2015
| Por Beatriz Facchini 

"Somos o resultado dos livros que lemos, das viagens que fazemos e das pessoas que amamos", escreveu Airton Ortiz na epígrafe de seu romance "Gringo". Você trocaria carros de luxo, roupas de marca e celulares de última geração por uma viagem? De acordo com uma pesquisa realizada pelo professor de Psicologia da Universidade de Cornell, nos Estados Unidos, Thomas Gilovich, este é um possível caminho para ser feliz.

Segundo Gilovich, as pessoas adquirem bens materiais para serem felizes e transmitirem imagem de sucesso a sociedade, mas logo se adaptam com o objeto e este passa a ser algo normal. A partir disto, o professor sugere que as economias pessoais sejam gastas em experiências reais de felicidade, como atividades ao ar livre, viajar para conhecer culturas e a aprendizagem de novas habilidades. Esta descoberta é resultado de estudos psicológicos para a elaboração do conceito de Paradoxo de Easterlin, afirmação de que o dinheiro compra a felicidade, mas até certo ponto.

Jardim Botânico de Sorocaba (SP), próximo ao Parque das Águas  (Foto: Thainá Caroline)

Aline Lopes, 28, está há quase dois anos nos Estados Unidos e retorna em agosto para o Brasil. "Eu acredito que viajar engrandece a alma, então não trocaria nunca uma viagem por algo material. Não existe preço que pague o prazer de conhecer outra cultura e principalmente mostrar de onde você veio, tuas crenças, origens e costumes", afirma. Dessa experiência, Aline diz ter aprendido que o mundo é pequeno e é necessário desfrutá-lo: "Aqui viajei pra mais de 14 estados, conheci gente de praticamente todo canto do mundo, fiz novas amizades, me aventurei por lugares que não voltarei nunca mais e também vivi experiências que gostaria de guardar pra sempre", completa.

Já sobre a escolha do destino, Juliana Dantas, 26, diz: "O lugar não precisa ser muito conhecido pra ser especial. Adoro viajar pras praias aqui do meu estado (RN), é cada paraíso de tirar o fôlego. Mas Veneza, na Itália, tem uma atmosfera meio surreal, sabe? A cidade se mantém muito tradicional, não vemos quase nenhuma publicidade na rua, tem aquelas feirinhas de rua que são as coisas mais deliciosas desse mundo". E completa: "Acho que a vivência e a experiência que uma viagem traz é muito valiosa e de extrema importância pra o meu auto-conhecimento também. Não sei, mas acho que um carro ou um terreno não me trariam esses tesouros".


Mas a felicidade não vem somente de viagens ao exterior e, como buscamos mostrar aqui, o interior paulista pode nos trazer experiências incríveis. No vídeo de apresentação do Mural Interativo (assista acima) vemos que em Boituva você pode saltar de paraquedas e fazer balonismo; em Itu você mergulha na história do Brasil, a cidade é considerada berço da república; e em Sorocaba você vai à um dos maiores Zoológicos do país, além de várias áreas de lazer, como o Parque das águas.

O psicólogo Gabriel Falasqui, 25, graduado no Centro Universitário Nossa Senhora do Patrocínio (CEUNSP), relembra os benefícios: “Você pode conhecer novos lugares e pessoas, criar memórias para compartilhar com parentes e amigos, mudar sua rotina e viver experiências inusitadas que se tornam cômicas com o simples passar do tempo. Como algo assim pode não ser bom para nós?", comenta.

Visto em: , , , , , , , ,

Nenhum comentário:

Postar um comentário