Bonecões gigantes: Carnaval saltense têm tradição preservada há mais de 50 anos

|oi terça-feira, 19 de maio de 2015
| Por caroline Moraes |

Com bonecões, blocos e desfiles, os saltenses costumam trazer cultura e muita festa para quem festeja na cidade.

Ainda que estejamos em plena década tecnológica e moderna, as cidades paulistas mantém o costume de comemorar datas como o carnaval, por exemplo, de maneira antiga e engajada.

Bonecões da Barra nas ruas de Salto/SP (Foto: Reprodução/Cruzeiro do Sul)

Desde a década de 1970 Salto (SP) vêm apresentando de maneira singular e especial seu carnaval com blocos, desfiles, e claro, seus especiais bonecões.

Graças a um conjunto de casas construídos em Salto em 1911 pela antecessora da Brasital, a società Italo-Americana, o bairro localizado às margens dos rios Jundiaí e Tietê, ganhou o nome “barra”, que é o mesmo que margem (do rio).

Uma antiga família saltense, os “Jorges”, tiveram a ideia de fazer um grupo de grandes boneco para desfilar junto ao bloco da barra, sendo colocada em prática por Álvaro Ribeiro (foto ao lado), proprietário de uma carpintaria que funcionava num galpão nos fundos do antigo Hotel Brasil.

Assista aqui a entrevista sobre os bonecões na rede Gazeta

Mesmo após seu falecimento, e de seu filho Francisco – que havia continuado mesmo após sua morte, o costume agora é mantido pela prefeitura de Salto que conta com ajuda de artistas desde 2005 para criar os bonecões, como por exemplo, o artista plástico Luiz Marcelo Pranstetter.

A cada ano é escolhido um tema diferente para a confecção dos mesmos. No carnaval desse ano a homenageada foi à professora, ex-vereadora e foliã Rosi Mari Aparecida Ferrari, tradicional figura do carnaval saltense.

Artista plástica de formação, artista visual à título de mestrado e jurada do carnaval de São Paulo de 2015, Sônia Chamon, também professora da FCAD e moradora de Salto há 20 anos, ressalta que o diferencial do carnaval na cidade, fica à mando dos bonecões. “Os bonecões são encantadores e mobiliza a cidade. São interessantes e criativos, então, tanto quem produz, tanto quem manipula o boneco, se diverte muito”, opinou.

Em comparação com o carnaval da capital, Sônia disse o diferencial do interior é o que tem de espontâneo. “Essa espontaneidade, aliada aos bonecões, é a parte mais gostosa do carnaval. Ao invés de ficarmos só assistindo, podemos participar ir atrás do bloco. O carnaval de São Paulo é maravilhoso do ponto de vista de espetáculo cênico, mas o interior tem essa coisa de festa, de pintar a cara e ir às ruas que eu adoro”.

Se fosse para avaliar o carnaval de Salto, Chamon deixa sua nota: “Sempre 10! Com certeza. O grande diferencial dos bonecões faz o carnaval de Salto realmente especial.”, finaliza.

Boneca da Rosi Mari Aparecida Ferrari (Foto: Reprodução/TV TEM)

Os bonecões são feitos de bambu, papel e isopor e produzido, tendo como principais personagens celebridades o jogador Neymar e o cantor Michael Jackson.

Assista aqui a reportagem da TV TEM "Bonecões da Barra vão aos bairros e animam os foliões"

A Prefeitura de Salto conta com ajuda da população para que o desfile aconteça. Antes do início do período carnavalesco, são abertas inscrições para quem deseja desfilar com o “Bonecão da Barra”. Neste ano, todos que desfilarem receberam ajuda de custo de R$ 30 por dia.

Programe-se e conheça o carnaval saltense!

Visto em: , ,

Nenhum comentário:

Postar um comentário