Julio Rocha conta detalhes da peça TUDO POR ELA ao Mural Interativo

|oi sábado, 30 de maio de 2015
| Por Fábio Duran |

O ator Julio Rocha esteve na FCAD para divulgar a peça que estará hoje (30) na Sala Palma de Ouro, em Salto (SP), às 21h. Ele deu uma entrevista exclusiva ao Mural Interativo.

Julio Rocha dá entrevista ao Mural Interativo (Foto: Caroline Moraes)
Julio, que já atuou em mais de mais de sete novelas e diversas participações em filmes e séries, sobe ao palco para interpretar Eddie Cosby, um pop star excêntrico reconhecido por sua autenticidade, irreverência e estilo. A caminho do teatro Cosby recebe a ligação de Lika, sua namorada, que termina o namoro pouco antes dele entrar no palco, prestes a lançar um novo single de hip hop.

Ao entrar em cena Cosby não consegue disfarçar sua indignação. “Ele mostra o lado totalmente frágil de um homem apaixonado, todas as m*** que um cara pensa e que geralmente a gente acha que só as mulheres refletem a respeito, que se tornam engraçadas”, descreve o interprete. O desfecho deste drama você confere na peça TUDO POR ELA.

Ele nos conta que a interatividade com o publico é o ponto forte do espetáculo. “É um misto de várias coisas: tem stand-up, tem improviso, eu chamo a galera para subir ao palco”, descreve, “tem um número muito especial com uma pessoa que eu escolho na plateia, e eu desço várias vezes, é uma espécie de show de comédia”, revela. “Vale lembrar que nada de deixar ninguém constrangido, pelo contrário, é um lance que as pessoas gostam de participar, elas se sentem valorizadas e não poderia ser diferente”.

“Eu não vejo muita graça em humor que desprestigia o próximo, que desprestigia as diferenças, ou a mulher ou o homem”

Mas a atuação não é sua única participação na peça escrita por Mara Carvalho e dirigida por Patrícia Vilela, que já trabalharam na série ‘Carga Pesada’, da TV Globo. Ele também é o responsável pelo figurino do personagem.

Sua inspiração foi o rapper norte-americano Macklemore, “ele tem um jeito muito engraçado, e na maioria dos clipes dele ele usa um casacão de pele, e eu consegui esse casaco cara”, conta empolgado. O próximo passo dado foi ir a uma loja feminina comprar uma calça diferente para o personagem. “É difícil fazer figurino de teatro, pois ao mesmo tem que ter uma linguagem teatral, e dizer imediatamente um pouco de sua personalidade”, conta.

A cada cidade por onde passa um grupo de hip hop é convidado para se apresentar no espetáculo, uma oportunidade de divulgar os artistas da região ao publico que frequenta o teatro e promover a arte hip hop.

Confira o convite que ele deixou aos leitores do Mural Interativo:

Visto em: , , , , ,

Nenhum comentário:

Postar um comentário